Você Conhece os Mitos e as Verdades Sobre A Gastrite e o Refluxo?

Mitos e verdades sobre a gastrite e o refluxo

Dores de estômago, queimação e o refluxo, seguido de azia é muito mais comum na vida dos brasileiros do que um dia a medicina pôde imaginar. Ninguém está blindado de ter algum problema estomacal, porém já ficou comprovado que a má alimentação é um dos principais motivos para que isso ocorra.

Ainda há uma questão que agrava mais o quadro: muitas pessoas não ligam esses sintomas à gastrite, o que acaba piorando, ainda mais, o quadro.

A FBG, Federação Brasileira de Gastroenterologia, acredita que mais de 70% da população do Brasil tem algum tipo de inflamação crônica ou aguda na mucosa estomacal.

Há uma grande preocupação com essas pessoas, pois como não dão a devida atenção aos sintomas iniciais, eles acabam se agravando, fazendo com que a procura por um médico seja de extrema urgência.

Bianca Loyo Pona Schiavetti da Silva, que é médica gastroenterologista de um conceituado hospital de Santos, explica:

“É preciso saber diferenciar os sintomas, afinal não é todo paciente que apresenta um quadro de dor, enjoo ou queimação, que tem gastrite. No entanto, é provável que se esses sintomas aparem com frequência, algo de errado está ocorrendo. Aí é o momento de buscar ajuda!”

Fica o aviso: Acompanhamento médico é essencial para esses casos. É preciso investigar de onde estão vindo esses sintomas, pois eles podem ser associados à diversas doenças estomacais e outras não relacionadas como: refluxo, úlcera, pedra na vesícula, tumores e até mesmo quadros de intolerância à lactose ou à glúten.

A Dr. Bianca comenta essa questão:

“Por exemplo, organismos que têm um acúmulo de gases muito intenso no intestino, podem refletir em dores estomacais que são confundidas, até mesmo, com dores no peito. Nesse momento, não tem como um leigo dar um diagnóstico. É preciso ir até um pronto-socorro para que todas as possibilidades sejam analisadas.”

Para saber o diagnóstico com precisão, os protocolos costumam ser os mesmos: exame de endoscopia e ultrassom de abdômen total.  Caso a endoscopia apresente alguma alteração, o material é colhido para análise mais aprofundada, a conhecida biópsia.

Tratamentos mais comuns para gastrite e refluxo

Não tem jeito, já ficou comprovado através de vários estudos e pesquisas que a forma mais eficiente de tratar o refluxo e a gastrite é com a mudança radical dos hábitos alimentares. Claro que o uso de medicamentos ajuda a combater a inflamação e a acidez, porém são apenas paliativos e não trazem nenhuma garantia de cura.

Se o motivo da gastrite for algum tipo de bactéria, aí sim há a necessidade da utilização de antibióticos, mas a Dr. Bianca alerta para o consumo constante dos antiácidos:

“A uma questão que precisa ser desmitificada. O antiácido não trata a doença e nem traz a cura, é apenas um tratamento emergencial e que deve ser evitado. Na grande maioria dos casos, ele mascara o real problema não deixando que consigamos identificar suas causas. É um erro usar esse tipo de produto como um tratamento. O correto é ir à fundo, descobrir a causa e, aí sim, tratar.”

Segundo a médica, gastrite e refluxo tem cura sim, mas precisam ser tratadas com cautela e se, não mudar os hábitos alimentares, elas podem voltar, mesmo depois de o paciente estar curado.

Mais e Mais Mitos e verdades sobre a gastrite e o refluxo

A Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva recentemente divulgou uma cartilha com os mitos e verdades sobre a gastrite e o refluxo. Tivemos acesso em primeira mão e queremos te contar tudo!

Venha conferir!

Gastrite e refluxo são hereditárias? MITO

Não, quem afirma que elas são hereditárias não tem certeza sobre o que está falando. Elas são condições adquiridas por cada pessoa, seja pelo estilo de vida que tem, má alimentação, estresse intenso, consumo de medicamentos, intolerâncias ou questões relacionadas.

Não há qualquer ligação hereditária para o aparecimento desses quadros.

Estresse intenso causa gastrite e refluxo? VERDADE

Sim, diversas pesquisas já apontam que situações de estresses aumentam a liberação de hormônio no organismo. Quando há uma elevada taxa de adrenalina e cortisol no corpo, há uma maior liberação também de suco gástrico.

Tal fato, reduz a defesa do organismo e causam todos os sintomas.

Gastrite e refluxo tem cura? VERDADE

Independente do grau das lesões em suas mucosas gástricas é possível reverter o quadro encontrando o agente causador. Mesmo em caso de gastrites crônicas já existem receitas naturais capazes de ajudar.

Tomar leite ajuda? MITO

O leite pode amenizar a dor logo quando ingerido, no entanto ele é um alimento que possui altos índices de proteína e cálcio, o que estimula a produção de ácido estomacal. Isso pode aumentar, ainda mais, as dores.

Muitas horas sem comer pode dar gastrite? VERDADE

Longos períodos sem comer nada pode aumentar os sintomas da gastrite para quem já tem, mas não são capazes de causá-la.

Mascar chiclete aumenta a gastrite e o refluxo? VERDADE

Toda vez que você chupa uma bala ou mastiga um chiclete, você está avisando ao seu estômago que ele precisa produzir suco gástrico para digerir um alimento que está por vir. No entanto, não há qualquer alimento, apenas um movimento bucal.

Logo, quem já tem problemas relacionados, tende a piorar os sintomas pela produção do ácido.

Tomar café e refrigerante piora o quadro? VERDADE

São duas bebidas bastante diferentes, mas que no fundo acabam gerando dor.

O café tem xantinas e cafeína que estimulam o sistema nervoso e, assim, aumenta a produção de ácido estomacal. Já o refrigerante, tem o pH ácido, irritando mais a mucosa.

Receita Natural para Combater gastrite e refluxo

Suco de batata-inglesa

A batata já é um excelente alimento para quem tem gastrite e refluxo, então essa receita vai te ajudar muito.

Esse suco deve ser consumido sempre que o paciente sentir alguns dos sintomas da gastrite ou do refluxo, pois ele tem a capacidade de aliviar os sintomas quase que imediato.

Vamos lá?

  1. Descasque as batatas-inglesas, rale e esprema até que todo o leite saia;
  2. Tome esse leite em jejum ou sempre meia hora antes das principais refeições;

Atenção:

  • Para azia/refluxo tomar por 7 dias completos;
  • Para gastrite tomar por 14 dias;
  • Para úlcera tomar por 30 dias

 

Experimente a nossa receita e depois nos conte qual foi sua experiência!

Aproveite e veja outras receitas e dicas para vencer a azia!

Temos muito outros conteúdos que vão ajudar você! Confira agora mesmo clicando no botão abaixo!!

Nenhum comentário

Comentários encerrados.